This is a print version of story De pé ou no sofá by jonnygrande1 from xHamster.com

De pé ou no sofá

Durante o dia vamos trocando mensagens e falando e mandando coisas picantes para provocar um ao outro.

Mas ontem, ela foi trabalhar e eu fiquei em casa, não podíamos trocar mensagens continuamente e pior não podia vê-la, nem ouvi-la…torturante, estou viciado em você, totalmente dependente.

Quando você chegou em casa, eu estava sedento de ti, do teu corpo, do teu cheiro, do teu gosto, da sua pele…

Não via a hora de te ver, meu corpo clamava pelo teu. Não pude evitar, assim que te vi, fiquei de pau duro e meu instinto mais básico, me arrancou do sofá na tua direção, colei minha boca na tua e comecei a arrancar tua roupa e minha mão deslizava pelas tuas deliciosas curvas.

Tua pele macia, teu cheiro de fêmea, tua respiração acelerada e forte inundavam todos os meus sentidos e tomaram conta de mim, rapidamente vamos perdendo noção do que está a nossa volta e vamos nos entregando ao ritmo frenético dos nossos corpos com volúpia e desejo.

Em minutos vejo todo teu corpo nu, sobre os meus braços, ah que delícia de corpo, pele branca e macia e os sinais que te caracterizam, minha pintinha e o piercing natural a mercê dos meus olhos…mergulho minha boca nela e vou descendo, te mordendo e puxando para mim o teu corpo.

Entre gemidos e suspiros intensos, chego ao teu sexo, nossa que delícia, minha sede de ti, faz com que mergulhe minha língua dentro de ti, te sinto ardente na minha boca, quero te foder com minha língua, mas antes começo a chupar a boboletinha, sinto teu sabor na minha boca e começo a esfregar minha cara no teu sexo, adoro teu cheiro de fêmea! Contamina minha mente com teu cheiro.

Tu morrendo de tesão, puxa minha cabeça para teu sexo, afffz, que vontade de entrar dentro de ti, forte…me afogo na tua buceta a e ao mesmo tempo belisco e aperto teu peito, que delícia, olho para ti e estás completamente entregue ao tesão, tua cara de safada não nega…te chamo de minha putinha e te dou um tapa na cara…encosto meu rosto no teu segurando o teu com minha mão esquerda, esfrego minha boca na tua, (sentes o gosto e cheiro do teu sexo) e te digo: vou te foder forte cachorra.

Te viro de costas, levanto teus braços e seguro no alto com uma das mãos, sinto meu pau latejando de tesão por ti, mordo tuas costas e vou subindo enquanto minha mão estala um tapa forte na tua bunda gostosa, teu gemido me deixa louco e sem perder mais tempo abro tuas pernas e meto a mão na tua buceta por trás, está tão meladinha…..chupo meus dedos e volto a meter a mão e desta vez meto na tua boca….esfrego minha mão no teu rosto.

Quando sentes minha caceta grossa pulsando na bunda, empinas para mim e olhas com cara de safada para trás….esse olhar me mata…encaixo o pau pulsando dentro da tua bucetinha quente e soco forte….teu gemido de êxtase, num misto de dor e tesão, me enlouquece…começo estocar forte dentro de ti e tu rebolando em cima, bem gostoso…cada estocada das um gemido gostoso, como quem está querendo mais e mais, isto me deixa louco, soco ainda mais forte…sinto meu pau abrindo gostoso tua boboletinha, não resisto em começar a massagear teu cuzinho bem gostoso com o polegar enquanto estou te enrabando por trás…vem pra mim putinha, rebola nessa piroca vadia, vem…

Quero jorrar, mas antes quero ver tua cara de safada, então vamos para o sofá, tu sentas em cima de mim e começas cavalgar forte em cima do meu pau, vais descendo e sentindo cada centímetro entrando…vamos aumentando o ritmo e eu olhando com aquela cara tesuda que só tu fazes em mim, te digo: agora és tu minha cadelinha, comanda a cadência e faz o teu macho jorrar forte dentro de ti…solta um gemido forte e gozas de tanto tesão, mas não desistes e segues cavalgando cada vez mais forte. Seguro teu cabelo e puxo para trás para tentar abrandar o ritmo da tua cavalgada, mas é tarde, sinto meu pau pulsar e o leite jorrar forte e quente dentro de ti, inundando tua buceta que agora é minha, continuas a tua cavalgada até gozares novamente forte com gemido alto, explode um intenso orgasmo, perdes o controle das tuas pernas, encosto no sofá e tu no meu peito.

O calor dos nossos corpos e a nossa respiração, quase um só….ficamos ali, um no outro, contemplando aquela sensação que não tem como descrever, o tempo passa sem darmos conta que ali estivemos uma hora…só falando com o silêncio…ar, fogo, terra e água…
Story URL: https://nl.xhamster.com/stories/de-p-ou-no-sof-803445
Gelieve of om opmerkingen te plaatsen
Als spammers op je content reageren, ben jij de enige die zulke reacties kan zien en beheren Alle verwijderen
aan lun7412: É uma história verídica! Abraço
Delícia gozei lendo essa história
11 maanden geleden
Antwoorden