This is a print version of story Réveillon 2016 by renata_machado from xHamster.com

Réveillon 2016

Primeira vez que vou relatar algo em algum site de compartilhamento de histórias e contos.
Então, vou me identificar como Renata, login de meu acesso aqui do site, mas logo já imaginam que não me chamo assim, correto? Quem sabe um dia fale...mas vamos ao que interessa. Obs.: Essa minha história está sendo digitada toda agora, então se tiver erros de ortografia, me perdoem, pois estou na pilha de escrever. Obs.: 2, aos que querem sexo na história, desculpem mas essa em particular, não tem, pelo menos não até onde vou contar, descrever...

Como vejo em inicio de histórias e contos, deve constar a apresentação, descrição da narradora e dos participantes, correto? Então, me chamo "Renata" ou apenas "Re" para facilitar na hora de digitar, tenho 1.69, pele branca no inverno e verão, levemente morena, tenho a facilidade de me bronzear e isso eu adoro, 26 anos, noiva a 9 meses. E ele não sabe dessa minha escapada "xhamster". Não somos liberais, logo, ele nem imagina que tenho esse tipo de rede social.

Dados os dados, vamos a história propriamente dita.

Como diz o título, era Réveillon de 2016.
Fui passar a virada do ano com meus pais, como de costume, no litoral sul em SC.
Sempre passamos na beira mar para ver o brilho dos foguetes no arranha céu, acho isso incrível e lindo.
Estávamos família toda, mãe, padrasto, tia, tio, primas, amigos...-não se preocupe, não será uma história clichê entre eu e um primo e nem vai rolar, pq nunca rolou isso...risos!
Estando na beira mar, lógico que não estávamos sozinhos, havia muita gente e dentre elas o personagem que vai interagir comigo nessa história, vou chamar de B1. Para a gente se entender durante as próximas e próximas histórias, se tiver vontade de escrever, "B" será dado a rapaz negro da história, black = negro, ok?
Então vocês talvez perguntem: - Mas vai ter somente rapazes negros? E eu respondo: - Grande parte das minhas histórias e ocorridos, são com eles. Sorte minha ou coincidência? Não sei...risos!

B1 durante o período que tivemos na virada de ano, ficava lançando olhares em minha direção, mas como eu estava rodeada pelas minhas primas, sendo duas delas maiores de idade, não sabia ao certo para qual era a "investida" dos olhares dele.

Noite vai, foguetes vem, a festa começa a chegar ao fim e junto com a noite, resta na beira mar somente eu, as meninas (primas) e meus tios. Por algum motivo, minha mãe e padrasto, saíram mais cedo. Entendedores, entenderão...risos!

Nisso chega o B1 até nós e pergunta se gostaríamos de juntar-se a ele até o lual que estava ocorrendo, diz ele ser de um amigo dele o quiosque a promover o tal evento. Mas nesse pedido, seus olhares eram até a minha pessoa, e felizmente somente minhas primas notaram. Falo com ênfase nisso, pois estava em um relacionamento sério na época, e se minha tia/o, chegasse a ver aquilo, poderiam querer iniciar uma fofoca posteriormente.

Eu aceitei, desde que as primas fossem, não falei isso diretamente a ele, mas logo empurrei e forcei elas a irem juntas, para evitar qualquer outro tipo de "fofocas" posteriormente.

O rapaz em questão, o B1 era maduro, tinha seus 35 anos, eu na época, 24.

Chegamos até o tal lual, onde lá encontramos com os outros amigos e amigas dele, eram do RJ e estavam também ali pela festa. Foi uma noite muito agradável, os amigos e amigas do B1 eram muito simpáticos e em nenhum momento passei, passamos qualquer tipo de investidas deles conosco. Nisso eu sinceramente estava bem feliz, pois a minha prima mais nova, por causa da idade talvez, era um saco e morria de medo por ela querer inventar alguma historia ou aumentar uma para alguém da minha família.

Horas passam, o meio da mad**gada quase chegando e dou a ideia de irmos embora, pois estava consideravelmente tarde e meus tios estavam ainda a nossa espera para nos dar carona de volta para a casa.

Quando terminei de pensar isso, o B1 e seus amigos, nos convidam a ir até a duna que ficava de trás do quiosque, tinha muita gente no local, pois, aparentemente, daria uma visão muito linda ao lual que estava sendo dado.

Aceitamos, mas já avisando que sairíamos sair em breve, pois nossos tios poderiam estar querendo nossa presença e eu sendo a mais velha das primas, deveria colocar a ordem na casa, né? Risos.

Chegamos até o topo da duna, nos sentamos alinhados como uma fila e ele, B1, ao meu lado. Confesso que não chegou passar pela minha cabeça qualquer coisa naquele "encontro", pois o rapaz era muito mais maduro que eu, eu era comprometida e minhas primas estavam ao meu redor. Não teria como ocorrer algo.

Ele sempre muito extrovertido, dinâmico e galanteador, como a grande maioria dos cariocas, que tenho por base, mas sem ser vulgar, sabe? E tinha um hálito de dar inveja. Sorriso lindo, dentes brancos e um cheiro naquela boca que dava uns leves arrepios. Podem me achar louca, doida, mas o hálito dele, abriu muitas portas para ele e para eu, em particular.

Trocávamos sorrisos, olhares, o clima estava bem descontraído e ele cada vez chegando mais perto durante a nossa permanência ali. Os grupo foram se formando involuntariamente, cada um com seus nichos de assuntos. E nós, eu e ele, cada vez mais isolados e eu cada vez mais nervosa pelo o que poderia acontecer com a tamanha aproximação dele comigo.

Durante nossas conversas, várias perguntas e questionamentos foram levantados, idade, estado civil, onde mora, até quando iríamos ficar...e combinamos em off, que no dia seguinte, nos encontraríamos ali pelos arredores. Confirmei sem pensar duas vezes, não pq estava, estaria interessada, mas pq sabia que isso nunca iria acontecer, encontros casuais assim, iniciam e temos que aproveitar ao máximo, pois não se sabe quando irá se repetir...

Me desculpem se me estendi muito, mas gosto dos detalhes e me recordo de cada cena que acho que se torna uma arte ao descrever e tentar ilustrar a quem lê posteriormente.

Acha que essa história já terminou?

Aguardo feedback de quem leu e dicas são sempre bem-vindas...

Beijos, até breve, Rê.
Story URL: https://nl.xhamster.com/stories/r-veillon-2016-812182
Gelieve of om opmerkingen te plaatsen
Als spammers op je content reageren, ben jij de enige die zulke reacties kan zien en beheren Alle verwijderen